Close

Francisca Tadeu

Natural de Vila Nova de Gaia, Francisca Tadeu inicia os seus estudos musicais
aos oito anos. Aos dez anos de idade, ingressa na Academia de Música de Vilar do
Paraíso, onde estuda flauta com o professor Joaquim Pereira e canto com o professor
Emanuel Henriques. Em 2011, vence o concurso interno da AMVP, Concurso Helena
Sá e Costa.
Após a conclusão do Curso Complementar Articulado de Música em 2013,
ingressa na Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, na classe da professora
Raquel Lima. Nesta instituição, tem a oportunidade de trabalhar no âmbito da música
de câmara com Stephanie Wagner, Pedro Silva, Hugues Kesteman e Marta Eufrázio.
Conclui a licenciatura em flauta em 2016, ingressando no Mestrado em Interpretação
Artística na mesma escola.
Em 2018 conclui o Mestrado em Interpretação Artística, apresentando a sua
monografia A Simbiose entre a Flauta e a Voz: proposta interpretativa de obras
adaptadas da ópera e do lied. Este trabalho viria a ser apresentado em julho do mesmo
ano na Academia de Flauta de Verão, em Tomar. No ano seguinte, conclui o Mestrado
em Ensino da Música, apresentando o relatório de estágio com o tema Ensinar na
Autonomia: promoção da autorregulação no estudo do instrumento.
Enquanto instrumentista, colaborou com diversas orquestras (Orquestras
Sinfónica e de Sopros da ESMAE, Orquestra de Guimarães, Orquestra da Costa
Atlântica e Orquestra Sine Nomine) tendo tido a oportunidade de trabalhar com diversos
maestros, entre os quais se destacam António Saiote, Dainius Pavilionis, Jan Milosz
Zarzycki, Ivo Venkov, Raf De Keninck, Thomas Hauschild, José Eduardo Gomes, Pedro
Neves, Vítor Matos, Luís Clemente, Filipe Veríssimo e Tiago Ferreira. Participou ainda
em masterclasses com Leon Berendse, Vicent Lucas, Saleta Suarez, Sibel Pensel,
Laura Falzon, Alena Lugovkina, Filomena de Pasquale e Nuno Inácio.
Em 2017 descobriria a Terapia Não Verbal Benenzon (modelo de Musicoterapia),
realizando formação na área e sendo já detentora dos 7 níveis de formação (ministradas
por Margarida Rocha e Rolando Benenzon). Em 2019 tem a oportunidade de realizar
uma comunicação nas Primeiras Jornadas Europeias da Terapia Não Verbal Benenzon
em coautoria com Margarida Rocha, José Pedro Gonçalinho e Vera Marques, durante
a qual realiza paralelismo entre a Terapia Não Verbal e a Docência da Música.
Atualmente, leciona as disciplinas de Coro, Iniciação e Expressão Musical na
Academia de Música de Costa Cabral, bem como a disciplina de flauta na Jahas
Rockschool (Porto), no Orfeão da Feira (Santa Maria da Feira) e na Escola de Música
da Banda Musical S. Tiago de Silvalde. É ainda membro fundador da Associação A Pele
do Vínculo – arte, terapia e comunidade.

Subscreva a nossa newsletter!

 

Fique por dentro das nossas novidades e notícias.